Festival da lampreia

27 de Fevereiro de 2011

Ontem, conjuntamente com mais 3 confrades da Confraria Gastronómica da Raça Arouquesa, participei no festival da lampreia 2011, que se realizou na Vila cheap generic viagra overnight delivery de Penacova (a 20 cialis to buy uk Kms cialis reflux de Coimbra), promovido pela Confraria da Lampreia de Penacova.

Participaram no festival cerca de 200 pessoas, vindas de muitas zonas do País(Ilha da Madeira, precio de cialis en venezuela Salvaterra de Magos, Almeirim, Figueira da Foz, Caramulo, Lafões, Gaia, O.Azemeis, Tentugal, Penafiel, Gondomar etc), para além dum grupo francês do Medoc(região vinícola do Bordelais, próxima de Bordeus, junto ao rio Gironda, provincia da Aquitânia).

Depois da sessão solene de boas vindas no Salão Nobre da Câmara Municipal de Penacova, seguiu-se um espumante de honra, servido na Pergula Raul Lino, acompanhado por peixinhos do Rio Mondego (sável, enguias e rubibarbo), bolinhos de bacalhau e uma excelente broa de centeio e milho muito saborosa.

Seguiu-se o desfile das confrarias pelas ruas estreitas da Vila de Penacova. Os residentes das varandas engalanadas atiravam confetis para os confrades e confreiras, num gesto de muito carinho.

Depois da entronização de cialis 20 mg street value novos confrades e da oração de sapiência proferida pelo Prof. Dr. Carlos Fonseca, seguiu-se o almoço na Restaurante – Quinta da Nora.

Foi servida uma sopa de peixe que estava deliciosa, seguindo-se o arroz de lampreia, acompanhado por vinho tinto da Casa de Santar. . Para finalizar foram servidas sobremesas variadas(fruta laminada, pudim, doces conventuais de Lorvão , fio de ovos etc.).

NOTA FINAL

A lampreia vive na água do mar e dos rios, mas não é um peixe, pois não tem escamas, nem espinhas, respira por 7 orifícios branquiais, não possui barbatanas pares viagradosage-50mg100mg200mg.com e não possui maxilas. A boca repleta de pequenos dentes é uma espécie de ventosa circular reforçada por um anel de cartilagem.

Há apreciadores, como eu, deste pitéu que não dispensam, nesta época, degustar esta iguaria. Há muitas pessoas que odeiam este ciclóstomo e nem online pharmacy cialis podem ouvir falar desta iguaria.

A lampreia desova nos rios milhares de ovos. As larvas daí oriundas ficam 4 a 5 anos nos rios, sofrem metarmofoses e regressam ao mar e, na parte final da sua vida, regressam ao local onde viveram em estado larvar, para morrerem.

As duas maneiras mais conhecidas de confeccionar a lampreia são – arroz de lampreia e lampreia à bordalesa. Na zona do Rio Tejo ela é servida grelhada.

{ 1 comentário… lê abaixo ou adiciona }

joaquimtoscano 3 de Março de 2011 às 13:06

NotaMaisque Final…
Pertence á classe dos ditos sem dores na coluna e dos
CICLÓSTOMOS…enfim, esquisitices.
Quanto ao resto…só vai quem pode, como no futebol e paixoes afins…

Responder

Anterior:

Seguinte: