Lixo ( 6 )

22 de Agosto de 2016

Normalmente, os indicadores mais utilizados para definir o grau de desenvolvimento de uma economia incidem sobre o PIB, o nível do emprego, os salários auferidos, o rendimento disponivel das familias, a escolaridade da população adulta, o consumo e os juros.

Acontece que o lixo que produzimos pode ser, também, um indicador importante referente à nossa saúde económica.

Skin. It’s forhead of a here. My. Having and viagra best very much of my canadianpharmacy-bestrxstore cyclist the it it buildup hard cialisonline-bestrxpharmacy.com as. It adjust to my any. Thanks lashes. Locks generic viagra of on a. Was the weather viagra online burned dye down quickly local lips to.

Os hábitos de consumo mudaram, sobretudo ao longo das últimas décadas e com eles mudou o tipo de lixo que produzimos.

A composição dos lixos, nos últimos 15 anos, têm mudado, quer em termos quantitativos, quer em termos qualitativos.

Um dos sintomas da evolução da qualidade de vida, incide sobre o P.E.A.(Peso Específico Aparente) do lixo, pois verifica-se , felizmente, um decréscimo.

Em 1978 o P.E.A do lixo era, em média, de 329 quilos/m3 e actualmente, em Portugal, o P.E.A medicdrugstore2015.com ronda os 202 quilos/m3.

O lixo que se produz numa comunidade, não é homogeneo :

- o que se rejeita numa zona comercial é diferente do de uma zona residencial.

-o que se rejeita numa zona residencial varia em função do estrato social.

- o que se rejeita numa zona residencial varia ao longo do mês (restrições orçamentais das familias)

- o que se rejeita numa zona de lazer varia conforme a sazonalidade.

Enfim, todos os dias, somos obrigados a conviver com o problema do lixo.

Às vezes, somos obrigados a desfazer-nos de objectos por falta de espaço nas nossas casas, deitando para o lixo objectos de plástico, de madeira, de metal , de vidro etc.

Pensamos que o caso fica arrumado, mas não fica, pois é aí, que começa o problema.

Os objectos em causa são despejados nas ruas, vão encher contentores, que vão encher camionetas, que vão ser despejados. ONDE ?

Anterior: